O presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Abelardo Bayma Azevedo, foi exonerado do cargo. Segundo despacho publicado hoje no Diário Oficial da União (DOU), Bayma deixa o cargo “a pedido”. Ainda não há informação sobre quem assumirá o comando do órgão ambiental.

O Diário Oficial traz ainda a exoneração, também a pedido, de Gerson Galvão, subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração da secretaria-executiva do ministério do Meio Ambiente, e de Guilherme Euclides Brandão, da diretoria do Departamento de Gestão Estratégica da secretaria-executiva do ministério do Meio Ambiente.