A ex-senadora Marina Silva afirmou no programa “É Notícia”, da RedeTV, que a presidente Dilma Rousseff e seus antecessores no poder Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso perderam a oportunidade de usar a alta popularidade, em suas respectivas gestões, para realizarem uma ampla reforma tributária e outras medidas estruturais.

Segundo ela, é preciso usar o capital político para fazer o que interessa para o País. “Mas as pessoas se acostumaram a investir capital político para criar mais capital político”.

Marina Silva contou que, quando estava no ministério do Meio Ambiente, dizia: É “preciso fazer o que era preciso ser feito, mesmo que eu nunca mais me eleja em absolutamente nada no Acre, mas eu quero acabar com o desmatamento da Amazônia”. “Ou seja: para que serve credibilidade e capital político a não ser para propor uma agenda estratégica para o País?”, questionou.