O líder da bancada de oposição, deputado Élio Rusch (DEM), fez coro ao PT ontem e criticou a participação do governador Roberto Requião na ação direta de inconstitucionalidade (Adin) para derrubar a lei que instituiu o piso nacional dos professores.

“Quanta contradição do governo. Então o apoio em março foi apenas um discurso político para agradar aos professores?”, questionou Rusch, lembrando que o governo havia se comprometido a cumprir a lei federal à risca.