Para o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), o presidente Lula “liberou a bancada” dos senadores do PT para pedir a licença de José Sarney (PMDB-AP) da presidência do Senado, ao dizer, anteontem, que “quem tem de decidir se o presidente Sarney tem de ficar na presidência do Senado é o Senado”, e não ele.

“A razão que poderia levar alguns senadores do PT a defender Sarney era que o próprio presidente Lula fizesse isso. Com essa declaração, ele liberou os senadores do PT a se alinharem aos que pedem, pelo menos, a licença do presidente Sarney”, avaliou o senador pedetista

Para Buarque, “nesses 15 dias (de recesso parlamentar), o clima acirrou ainda mais com as novas denúncias, que são ainda mais graves. Por outro lado, parece estar surgindo uma luz no fim do túnel. Estão ficando muito poucos a favor do presidente Sarney. Até os aliados dele já têm a convicção de que a saída de Sarney é inevitável”, disse

Ficou feio