A Secretaria de Estado da Saúde estará implantando no final de 2004 a Central de Ambulância na Região de Francisco Beltrão. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Saúde, Cláudio Xavier, durante a visita à 8.ª Regional de Saúde, ontem, que faz parte do programa de regionalização da saúde. “Esta ação é de extrema importância para agilizar o atendimento de emergência para a região”, disse Xavier.

Além disso, o secretário anunciou o repasse de R$ 50 mil por mês, durante um ano, para o Hospital Policlínicas São Vicente de Paula. Esta ação está dentro do plano de incentivo aos hospitais anunciado em abril pela secretaria. “Não temos um hospital de referência na região e precisamos dar acesso para a população ao Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirmou Xavier. Também começará neste mês o repasse de verba de R$ 30 mil para o consórcio intermunicipal de saúde da região. Com o repasse, a Secretaria da Saúde pretende reduzir o tempo de espera dos usuários do SUS que, muitas vezes, aguardam seis meses para conseguir realizar um exame especializado, como endoscopia.

Em reunião com os prefeitos e secretários de Saúde dos 27 municípios que fazem parte da regional, ficou definida a parceria na implantação do atendimento básico. A Secretaria da Saúde também fará o repasse de verba de R$ 1 mil por mês para a manutenção das equipes do Programa Saúde da Família (PSF) e R$ 1,5 mil aos municípios da 8.ª Regional de Saúde que não possuem equipes de Programa Saúde da Família. “A responsabilidade social existe e a saúde está em primeiro lugar para o governo Roberto Requião. Por isso somos parceiros”, disse o prefeito de Francisco Beltrão, Wilmar Cordasso.

Uma das reivindicações feitas pelos municípios foi o atendimento de alta complexidade de oncologia. Hoje existem seis centros de oncologia no Estado e mais dois serão implantadas, em Foz do Iguaçu e em Pato Branco. “Francisco Beltrão e Pato Branco precisam estar juntas, pois uma região precisa da outra. Esse é momento de unirmos forças para superarmos os problemas que encontramos na saúde do Paraná”, acrescentou o prefeito.