Mais uma fazenda foi desocupada na manhã de ontem pela Secretaria de Estado da Segurança Pública. O Mandado de Reintegração de Posse da Fazenda Pinho Fleck, em Honório Serpa, a 30 quilômetros de Pato Branco, na região Sudoeste do Paraná, foi cumprido de forma pacífica por 150 policiais militares do 3.º Batalhão da PM, em Pato Branco.

Durante a desocupação, os policiais promoveram uma revista nas cerca de 120 pessoas do Movimento dos Trabalhadores Rurais SemTerra (MST), que estavam acampadas na propriedade desde 16 de fevereiro de 2003. O sem-terra Vicente Gonçalves, vulgo “Cascavel”, foi detido acusado de porte ilegal de armas e encaminhado para a delegacia de Mangueirinha, a 78 quilômetros de Pato Branco. Com ele, foram apreendidas duas armas (uma espingarda “Taquari” calibre 36 e um revólver calibre 32).

De acordo com o tenente-coronel Avelino José Novakoski, subcomandante do Comando de Policiamento do Interior, após a desocupação, parte dos sem-terra se dirigiu para as margens de uma rodovia próxima a Honório Serpa e o restante foi para a casa de parentes na região.

Essa foi a segunda desocupação pacífica promovida pela Secretaria de Estado da Segurança Pública em 2004. A primeira desocupação do ano foi realizada no dia 8 de janeiro passado, quando a PM retirou cerca de 80 famílias ligadas ao Movimento Social Organizado (MSO) da Fazenda Nossa Senhora de Fátima, em Santa Isabel do Ivaí, na região Noroeste do Estado (a 148 quilômetros de Maringá). A fazenda de 160 hectares estava invadida desde 29 de novembro de 2003.