Saúde

No terceiro dia da greve dos servidores da rede estadual de saúde, sindicato e Secretaria Estadual de Saúde têm dados divergentes. Enquanto o governo minimiza a paralisação e cita que a participação é baixa, a entidade de classe defende que a adesão é de 65%. No Hospital do Trabalhador, por exemplo, a Sesa informou que dos cerca de 800 servidores, apenas 12 faltaram ao trabalho ontem. Já o Sindsaude informou que a porcentagem de adesão no HT é de cerca de 70%, com apenas 30% dos trabalhadores atuando no local.