Cresceu 52% o número de motoristas que tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa no Paraná em 2014, na comparação com 2013. Dados divulgados pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) mostram que 85.927 pessoas tiveram o direito de dirigir suspenso depois de cometer infrações que colocavam a vida delas e dos demais em risco.

Mais de 56,4 mil paranaenses somaram 20 pontos ao acumular uma série de irregularidades, enquanto 29,5 mil cometeram infrações gravíssimas, como dirigir embriagado ou participar de racha, por exemplo, e tiveram a CNH suspensa de forma direta. Do total de motoristas suspensos por 20 pontos, em 2014, 52% têm 40 anos ou mais. Os homens representam 74% e as mulheres 26%. Foram 334.890 infrações emitidas, média de 5,9 por condutor suspenso. Estacionar em desacordo com a regulamentação (16%), avançar o sinal vermelho (8%), deixar de usar o cinto de segurança (5%) e não realizar o comunicado de transferência do veículo no prazo de 30 dias (4%) estão entre as mais cometidas.

Nos últimos quatro anos, mais de 200 mil pessoas fizeram o curso de reciclagem para motoristas infratores no Detran e nos Centros de Formação de Condutores (CFC) credenciados. Mais de 15 mil vagas estão abertas em todo o Estado para o curso de reciclagem, que tem duração de 30 horas/aula. Ao final de cada módulo uma prova é realizada e o participante deve obter média 7 para recuperar a CNH.