Mais de dois mil anos após Jesus ter pedido que as pessoas deixassem as crianças se aproximar dele, um representante da palavra de Cristo, o padre Marcelo Rossi, viveu um momento parecido ontem. Guardadas as devidas proporções, as criancinhas curitibanas foram ao encontro do padre no Marumby Expocenter, em Curitiba. E não foram poucas. Somadas às mães, pais e parentes, elas formaram enormes filas.

No local estava sendo lançado o livro Histórias que Evangelizam, que traz o personagem infantil padre Marcelinho. Junto com o livro vem um CD que narra as histórias. “São treze histórias com os sacramentos e outras passagens bíblicas, tudo narrado com uma voz infantil e voltado para as crianças”, revelou o padre. Ele contou que a idéia de lançar o livro surgiu da necessidade de recursos para as obras da diocese de Santo Amaro, onde fica o Templo do Terço Bizantino, comandado por Rossi.

O bispo de Santo Amaro, dom Fernando Figueiredo, explicou que a venda do livro e do CD (R$ 9,00, nas livrarias católicas) deve cobrir 10% dos custos com obras sociais da diocese. Ele explicou que existem trabalhos com creches, cursos profissionalizantes, mães sociais – pessoas que cuidam de crianças que não são seus filhos -, além de um trabalho para dependentes químicos. “Recentemente adquirimos com a ajuda do padre Marcelo um terreno para construir um local para tratamento de dependentes de drogas”, contou, destacando que no ano passado 1,2 mil pessoas concluíram cursos profissionalizantes no programa.

Obra a ser feita

Dom Fernando Figueiredo, mineiro, mas que se ordenou e tem a família morando em Curitiba, foi cogitado no ano passado para ser o substituto de dom Pedro Fedalto à frente da Arquidiocese de Curitiba. “Isso depende do santo padre. Estou à disposição da igreja, mas minha vontade é continuar em Santo Amaro devido ao tamanho da obra que fazemos lá. Não seria a melhor idéia abandonar tudo aquilo”, salientou. (Lawrence Manoel)