O Corpo de Bombeiros registrou os dois primeiros casos de mortes por afogamento no litoral, desde o início da Operação Verão, aberta na sexta-feira (20).

No primeiro deles, um casal mergulhou no balneário Costa Azul, em Matinhos, numa faixa de água não protegida por guarda-vidas, nas proximidades da Associação dos Servidores do Colégio Estadual do Paraná (ASCEP), pouco depois das 10h de domingo, um dia chuvoso naquele momento.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o casal foi arrastado por uma corrente de retorno. Os guarda-vidas mais próximos estavam a 200 metros do local. Andréia Aparecida da Silva Santana, 42 anos, foi resgatada com vida e apenas com grau de afogamento de baixa severidade.

Foi avaliada por médicos e liberada na praia mesmo. Já o esposo dela, João Francisco Santana, 42 anos, foi retirado da água em estado grave, com parada cardiorrespiratória.

Os guarda-vidas tentaram ressucitá-lo até a chegada do socorro médico. João chegou a ser transportado de helicóptero até o Hospital Regional de Paranaguá. Porém mesmo depois de exaustivos procedimentos de reanimação, João faleceu durante o socorro.

Já o adolescente Leandro Moro, 15 anos, brincava com uma prancha de isopor no mar, junto com um amigo, por volta das 13h de domingo (22), próximo ao Centro de Estudos Marinhos da UFPR, quando mergulhou e não retornou à superfície.

Um praticante de kitesurf viu o menino na água e tentou resgatá-lo, sem sucesso. O Corpo de Bombeiros passou todo o dia de ontem (23) procurando pelo garoto. O corpo foi encontrado durante a madrugada.