enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Linha Verde Norte tem pistas novas liberadas

  • Por Smcs, Cmc

Mais de 60% das obras do primeiro trecho da Linha Verde Norte já estão prontos. Neste trecho, de 2,3 quilômetros, entre os bairros Jardim Botânico e Tarumã, estão sendo construídos ou reformados nada menos do que 13,9 quilômetros de ruas.

São seis pistas de vias marginais e quatro pistas de vias locais – de acesso aos bairros, além das canaletas exclusivas do transporte coletivo, de ruas transversais à antiga BR e de quase 400 metros de vias subterrâneas, nas trincheiras de travessia nas ruas Agamenon Magalhães e Roberto Chichon que formarão um binário.

Da extensão total das canaletas (1,9 quilômetro), faltam apenas 400 metros para serem concretados.  No sentido São Paulo, o trânsito flui ao longo de todo o trecho, de  2,3 quilômetros,  por pistas novas, recém pavimentadas e que ainda receberão novas camadas de asfalto e sinalização definitiva. Usuários mais atentos já percebem ao longo destas vias os canteiros de grama que vão compor o paisagismo da Linha Verde Norte.

No sentido Sul, a próxima etapa é a construção de um trecho das novas pistas, sem prejuízo para o trânsito que, durante a obra, vai fluir pelas canaletas, construídas em concreto, até a Linha Verde Sul, logo depois da BR 277.

Trincheira

Na Rua Agamenon Magalhães as obras também estão bastante avançadas. No lado do Capão da Imbuia as novas calçadas estão prontas e com canteiros de grama em seis das sete quadras em que a rua está sendo reformada, entre Dom Manoel da Silveira Delboux e a Linha Verde.

Neste trecho, a Agamenon já ganhou nova drenagem, o que inclui uma galeria celular com mais de três metros de altura, permitindo a abertura de mais duas pistas na rua que, neste trecho, era estreita e ladeada por um córrego. Com a obra,a Agamenon ficou com duas pistas em cada lado do córrego, preparando uma obra futura de reforma da rua até seu final, próximo ao antigo estádio do Pinheirão.

Na trincheira já estão escavadas as pistas tanto no lado do Capão da Imbuia, a partir da rua Antonio Olivío Rodrigues, quanto no lado do Jardim Botânico, da Linha Verde até a Nossa Senhora da Penha, que é continuação da Marechal Castelo Branco. A próxima etapa de escavação será por baixo das pistas da Linha Verde. No total, a trincheira terá uma extensão 261 metros.

Na rua paralela, a Roberto Chichon, a trincheira terá 161 metros de extensão, também fazendo a travessia da Linha Verde o que permitirá a implantação de um sistema binário, em que o trânsito flui em mão única e em sentido contrário (uma só vai e outra só vem).  Como na trincheira da Agamenon, as estruturas de arrimo e sustentação da pista já estão feitas. A etapa de trabalhos na trincheira da Roberto Chichon será, agora, de escavação para construção das pistas.

A Roberto Chichon  já ganhou calçadas novas e canteiros de grama nas seis quadras da rua no lado do Capão da Imbuia. O projeto prevê, tanto para a Agamenon quanto para a Chichon, nova sinalização, paisagismo e iluminação, além da drenagem e pavimentação.

Com as trincheiras, as ruas Agamenon Magalhães e Roberto Chichon farão a ligação entre bairros antes separados pela BR 116. A Agamenon Magalhães tem quase dois quilômetros de extensão, entre a avenida Affonso Camargo, ao lado do Jardim Botânico, e a Vitório Vizinoni, a duas quadras do antigo estádio do Pinheirão, na Victor Ferreira do Amaral. A rua era interrompida pela antiga rodovia criando pontos de estrangulamento de tráfego nos bolsões de travessia da BR.

A Roberto Chichon tem quase um quilômetro de extensão, entre a rua Urbano Lopes, a duas quadras do Jardim Botânico, e a confluência com a Agamenon, no Capão da Imbuia.

O trecho de 2,3 quilômetros onde estão sendo feitas as obras, passa pelos bairros Jardim Botânico, C,apão da Imbuia, Jardim das Américas, Cajuru, Cristo Rei, Capão da Imbuia e Tarumã com, no total, 120 mil habitantes.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas