enkontra.com
Fechar busca

Paraná

FHC homenageia cientistas paranaenses

  • Por Redação O Estado Do Paraná
Metry Bacila, professor de Bioquímica da PUC.

O professor de Bioquímica Metry Bacila, da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Paraná, é um dos quatro paranaenses que serão homenageados hoje, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). Por toda uma vida dedicada à ciência, Bacila, Wolney Edirley G. Betiel, Flávio Moscardi e Newton Freire-Maia receberão, junto com outros cientistas brasileiros, das mãos do presidente Fernando Henrique Cardoso, o diploma de Comendador na Ordem Nacional do Mérito Científico.

Nascido em Palmeira no ano de 1922, Bacila se formou em Medicina pela então Faculdade de Medicina do Paraná, em 1946. Trabalhou no Instituto de Biologia e Pesquisa Tecnológica do Paraná, na Escola Superior de Medicina Veterinária do Paraná, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP, entre outras instituições.

Há vinte anos, está envolvido com o projeto Antartico Brasileiro, onde desenvolveu uma série de pesquisas na área de bioenergética e metabolismo. Três vezes, nos anos de 1983, 1984 e 1986, Bacila viajou, com uma equipe de outros pesquisadores, para a Antártica. Na primeira viagem, permaneceu quase quatro meses na Estação Antártica Comandante Ferraz, localizada na Baía do Almirante, na Ilha do Rei Jorge.

Lá, ele estudou adaptações biológicas, a nível molecular, sofridas por animais. “Na Antártica, os animais vivem a temperaturas inferiores a 0º C. Eles têm a temperatura do corpo em equilíbrio com a temperatura do ambiente”, afirma. No Brasil, o professor continuou desenvolvendo suas pesquisas e, se tiver oportunidade, pretende fazer uma nova viagem. “Gostaria muito de voltar à Antártica. Todos os dados obtidos lá podem, um dia, virem a ser aplicados por outros cientistas.”

Para Bacila, a homenagem que vai receber em Brasília representa o reconhecimento de um trabalho desenvolvido por toda uma vida. Ele pretende dedicar o diploma aos netos: Matheus, de 10 anos, Bernardo, 4, e Fernando, 1. O professor tem cerca de 430 trabalhos publicados, além de livros e monografias.

Pesquisadores

Além de Bacila, serão homenageados outros três pesquisadores do Paraná: Wolney Betiel, da Bematech, na área das Ciências da Engenharia; Flávio Moscardi, do Centro Nacional de Pesquisa da Soja, em Londrina, e Newton Freire-Maia, da Universidade Federal do Paraná, ambos na área das Ciências Biológicas.

Wolney Betiol é especialista na área de tecnologias da informação e a Bematech foi a primeira empresa da Incubadora Tecnológica de Curitiba -Intec; Flávio Moscardi foi o pesquisador que desenvolveu o baculovírus, um inseticida natural, para combater a lagarta da soja; Freire-Maia, da Genética, são grandes nomes da pesquisa científica paranaense, reconhecidos internacionalmente.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas