O Vaticano informou ontem que o papa João Paulo II aceitou a renúncia dos cardeais de Aparecida (SP), dom Aloísio Lorscheider; de Belo Horizonte, dom Serafim Fernandes de Araújo; e de Brasília, dom José Freire Falcão. Os cardeais renunciaram ao governo pastoral de suas arquidioceses com base no Código do Direito Canônico, segundo o qual, ao completar 75 anos, o sacerdote deve apresentar ao papa a renúncia ao governo da sua diocese, que pode aceitá-la ou não imediatamente.

Para o lugar de dom Aloísio Lorscheider, foi nomeado arcebispo metropolitano de Aparecida o monsenhor Raymundo Damasceno Assis, nascido em Capela Nova (MG), em 15 de fevereiro de 1937. Ele é o atual secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Para a Arquidiocese Metropolitana de Belo Horizonte, o papa João Paulo II nomeou o monsenhor Walmor Oliveira de Azevedo, nascido em Cocos, na Bahia, em 24 de abril de 1954, e atual presidente da Comissão para a Doutrina da fé, da CNBB.

Em substituição a dom José Freire Falcão na Arquidiocese Metropolitana de Brasília, foi escolhido o atual arcebispo de Maringá (PR), monsenhor João Braz de Aviz, nascido em Mafra (SC) em 24 de abril de 1947.