Rio de Janeiro – Até o final deste ano mais duas plataformas marítimas de produção de petróleo, dotadas de sistemas flutuantes de produção, armazenamento e transferência de petróleo (FPSO), serão colocadas em operação pela Petrobras. Segundo a assessoria da estatal,  a primeira delas (P-34), batizada de FPSO Presidente JK, entrará em funcionamento a partir de novembro no campo de Jubarte, litoral sul do Espírito Santo.

As obras da P-34 foram concluídas nesta sexta-feira (13) no Porto de Vitória. Depois de realizados os testes operacionais, a nova unidade seguirá para o campo de Jubarte. A plataforma tem capacidade de produção de 60 mil barris de petróleo diários (bpd).

A segunda plataforma, chamada FPSO Cidade do Rio de Janeiro, será instalada até dezembro no campo de Espadarte, na Bacia de Campos, litoral norte fluminense. Essa plataforma foi construída em Cingapura e já se encontra a caminho do Brasil, onde tem produção prevista  de até 100 mil barris/dia, confirmou a assessoria.

A instalação das novas plataformas acrescentará mais 440 mil barris de petróleo/dia à capacidade de produção da Petrobrás em 2006, somando suas produções às da plataforma P-50, com capacidade de 180 mil barris/dia de petróleo e localizada no campo de Albacora Leste, na Bacia de Campos, e da plataforma Capixaba, com capacidade para 100 mil bpd, localizada no campo de Golfinho, no Espírito Santo.

A entrada em operação da P-50, em abril deste ano, marcou a auto-suficiência brasileira em petróleo.