Um terremoto de magnitude 6,3 sacudiu a cidade de Christchurch, a segunda maior da Nova Zelândia, às 12h51, no horário local (23h51 no horário de Brasília), 21, deixando vários mortos, informaram a polícia do país e o serviço geológico Geonet. A emissora nacional de rádio NZ reportou que o tremor de terra provocou extensos danos a imóveis em Christchurch e ocasionou o desabamento de uma igreja na cidade. A TV local mostrou corpos sendo retirados dos escombros espalhados pelo centro.

O prefeito de Christchurch, Bob Parker, afirmou que além dos vários mortos há feridos graves, mas não soube dizer quantos. Emissoras de televisão informam que o terremoto e um forte abalo secundário ocorrido na sequência levaram ao fechamento do aeroporto de Christchurch e ao esvaziamento dos hospitais da cidade.

De acordo com o Instituto de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS, pelas iniciais em inglês), o abalo sísmico ocorreu a apenas 10 quilômetros de Christchurch e a 4 quilômetros de profundidade. Até o momento, porém, o Centro de Alertas de Tsunamis do Pacífico não emitiu nenhum alerta de maremoto para a região.

Minutos depois do primeiro abalo, a cidade foi atingida por um tremor secundário de magnitude 5,6 e a uma profundidade de 6,7 quilômetros, segundo o USGS.

Em setembro do ano passado, um terremoto de magnitude 7,1 causou extensos danos à cidade de Christchurch, situada na Ilha Sul do arquipélago neozelandês. As informações são da Dow Jones.