Biólogos da Universidade da Pensilvânia encontraram uma “cura milagrosa” para o mau humor das mulheres, o cheiro do suor masculino. De acordo com os autores do estudo, publicado na revista de Biologia da Reprodução, a transpiração do homem tem um inesperado efeito positivo no ânimo das mulheres: reduz o estresse, induz ao relaxamento e tem um impacto benéfico nos sintomas da menstruação.

Para realizar o estudo, os pesquisadores recolheram amostras das axilas de homens que deixaram de usar desodorantes por quatro semanas. O extrato foi aplicado no lábio superior de 18 voluntárias entre 25 e 45 anos de idade. As mulheres começaram então a avaliar seu estado de espírito durante seis horas, seguindo uma escala fixa, e constataram uma gradativa melhora no ânimo ao longo desse período.

As voluntárias, que não sabiam a composição da substância que tiveram de aspirar, acreditavam que estavam participando de um projeto para investigar os efeitos do álcool, perfume e também cera para assoalho. A pesquisa foi feita em “ambiente estéril”, para que as mulheres não percebessem a origem do cheiro e não o relacionassem com sexo.

Uma análise de sangue mostrou também um aumento do nível de um hormônio reprodutor que normalmente só cresce de forma significativa nos dias anteriores à ovulação. Para Charles Wysocki, professor de biologia animal da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade da Pensilvânia e um dos autores do estudo, o resultado indica a existência de um “laço químico” entre os sexos, que, presumem os cientistas, permite a homens e mulheres coordenar as relações de reprodução a nível subliminar.

O projeto universitário, financiado pelo National Institute of Health, faz parte de uma série de pesquisas para o desenvolvimento de novas terapias para casos de infertilidade e a redução da tensão pré-menstrual.