O presidente do Irã, Hassan Rouhani, pediu ao chefe da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA, na sigla em inglês) neste domingo a confirmação de que o país está cumprindo o acordo nuclear firmado com lideranças globais em 2015, apesar de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se negar neste mês a renovar o pacto.

Em comunicado, Rouhani afirmou ter enfatizado para o titular da pasta, Yukiya Amano, que a adesão do Irã ao acordo “tem sido completa e notável”. Amano esteve no Irã neste domingo e participou de reuniões com funcionários do governo.

No documento, Rouhani ainda classificou o acordo como “uma conquista importante”. “Não podemos permitir (que o acordo nuclear), sendo uma importante conquista, seja minada; devemos consolidar este importante compromisso internacional com plena cooperação”, declarou o presidente iraniano no documento. “Nosso desejo é de que, dada a completa cooperação do Irã nos últimos anos, a IAEA anuncie em seu relatório final, o quanto antes, a natureza pacífica do programa nuclear iraniano”, disse o presidente do Irã.

Durante coletiva de imprensa neste domingo, Amano afirmou que “no que se refere aos compromissos relacionados à energia nuclear, o Irã está implementando os pré-requisitos do acordo”.

Trump se nega a certificar o acordo, mas delegou a decisão final ao Congresso dos EUA. Na quinta-feira (26), o congresso dos EUA aprovou novas sanções contra o Irã em virtude de seu programa de mísseis balísticos de longo alcance, porém sem envolver o acordo de 2015. Rouhani prometeu que continuará com o programa de mísseis. Fonte: Associated Press.