O Parlamento Francês deu carta branca ao governo do presidente Emmanuel Macron em relação à reforma trabalhista.

O Senado aprovou nesta quarta-feira, por 225 votos a 109, permitir que o governo elaborasse uma ampla lei trabalhista durante o verão (no Hemisfério Norte) e fizesse a reforma passar mais rapidamente. A Assembleia Nacional deu a aprovação no dia anterior.

O projeto de lei foi uma promessa de campanha de Macron, mas é contrariado por partidos à esquerda, alguns sindicatos e funcionários públicos. Os detalhes da reforma devem ser revelados no fim de agosto. Fonte: Associated Press.