Para nós, o onze de agosto não é, apenas, o Dia da Instituição dos Cursos Jurídicos no Brasil, data assaz significativa, notadamente para os amantes do Direito e da Justiça.

Assinala, também, o aniversário natalício de um verdadeiro pastor de almas, o gentilíssimo e piedoso sacerdote d. Pedro Fedalto, paranaense de velha estirpe, nascido, oitenta anos passados, na Colônia Antônio Rebouças, em Campo Largo.

Conheci-o quando se tornou arcebispo de Curitiba, passando a privar de sua colhedora amizade, admirando as excelsas virtudes sacerdotais.

A imprensa escrita deu merecido destaque à efeméride, notadamente no âmbito da Igreja Católica, haja vista o que noticiou O Adorador, jornal da Igreja da Ordem, sob o título ?Salve 11 de agosto?, que enseja transcrito, com a devida permissão, verbis: ?Bendita a arquidiocese que tem em seu meio um pastor do quilate de dom Pedro Antônio Marchetti Fedalto. O amado bispo emérito é alvo de todas as merecidas amizades neste mês de agosto, quando completa 80 anos de vida. Com mais de 50 anos de sacerdócio, durante 33 d. Pedro viveu como arcebispo de Curitiba. Foi ele que recebeu o inesquecível papa João Paulo II, quando visitou a cidade, em julho de 1980. Filho de uma família exemplar, foi no Brasil modelo de apóstolo da Pastoral Familiar.

Foi escolhido pela regional da Pastoral Familiar para ficar à sua frente, mesmo sendo bispo emérito, pedido confirmado pelo arcebispo da Arquidiocese de Curitiba, d. Moacyr José Vitti. Na celebração de seus 80 anos de vida, com alegria, saúde e trabalho, colocamos d. Pedro Fedalto em seu devido pedestal, com justas e sinceras homenagens. Deus o abençoe sempre, d. Pedro!?.

Fazemos nossas essas e outras homenagens àquele que sempre reconheceu que ?a base de toda a evangelização está na família, porque os pais são os primeiros e os principais educadores de seus filhos: a família é o ambiente propício para a educação? e que, agora, suplica, humildemente, ?rezem por mim porque os restantes de meus dias já não serão tão longos?, como constou do mesmo noticiário.

D. Pedro Fedalto, cujo sugestivo lema episcopal é ?A verdade na caridade?, é, inegavelmente, ?O pastor de todos nós?, lembrando, pela sua conduta e atividade sacerdotal, a assertiva no Evangélio segundo São João, ?Eu sou o bom pastor. O bom pastor expõe a sua vida pelas ovelhas? e ?Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem a mim?.

Que o Pai Celestial continue prodigalizando de bênçãos e graças o nosso queridíssimo d. Pedro Fedalto!

Luís Renato Pedroso – é desembargador jubilado, presidente do Centro de Letras do Paraná e vice-presidente do Movimento Pró-Paraná.