O naufrágio de um barco superlotado deixou 16 mortos – cinco mulheres, 11 homens – em Sabana de la mar, na República Dominicana. Outras 11 pessoas foram resgatadas com vida.

Adolfo Javier, vice-diretor regional do Departamento de Defesa Civil do país, disse à Associated Press que tratava-se de um barco de imigrantes, aparentemente todos dominicanos, que seguiam para os Estados Unidos de forma ilegal. Sobreviventes disseram que não havia crianças a bordo. O número de mortos deve subir à medida que as equipes de resgate vasculham o mar. Havia mais de 40 pessoas na embarcação, que afundou por volta das 11 horas da noite de sábado, cerca de quatro horas depois de ter zarpado. As informações são da Associated Press.