Mísseis disparados por aviões não tripulados dos Estados Unidos atingiram hoje um carro e uma edificação na área tribal do Paquistão, próxima da fronteira afegã. O ataque matou pelo menos quatro militantes, disseram funcionários do setor de segurança.

O ataque atingiu a vila de Tolkhel, nos subúrbios de Miranshah, principal cidade do instável Waziristão do Norte, distrito próximo do Afeganistão. “Pelo menos quatro militantes foram mortos, após aviões não tripulados dos EUA dispararem mísseis contra um carro e um edifício próximo usados pelos militantes”, afirmou um graduado funcionário do setor de segurança.

Outro funcionário do setor de segurança e um funcionário da administração local confirmaram o ataque e o número de mortos. “Ainda não se sabe a identidade dos militantes”, afirmou uma das fontes.

Os EUA têm realizado ataques com aviões não tripulados contra comandantes do Taleban e da Al-Qaeda no noroeste do país. Washington qualifica a região tribal paquistanesa como a “mais perigosa do mundo”.

Mais de 870 pessoas morreram em mais de 90 ataques dos EUA no Paquistão desde agosto de 2008. No ano passado, o presidente dos EUA, Barack Obama, enviou mais soldados ao Afeganistão e apontou que o Paquistão era um palco fundamental para vencer a insurgência. As informações são da Dow Jones.