O ministro do Comércio Internacional do Reino Unido, Liam Fox, apoiador da primeira-ministra britânica, Theresa May, negou neste domingo as sugestões de que o governo estaria planejando uma segunda consulta popular sobre a possibilidade de deixar a União Europeia (UE).

Em uma entrevista, Fox afirmou que a realização de mais uma votação sobre a questão teria baixa adesão em um país que apoiou o Brexit com 51,9% em 2016, com a maior participação no país desde 1992.

“Suponha que tenhamos outra votação. Suponha que o lado ‘ficar’ tenha ganho de 52% a 48%, mas com uma participação menor – totalmente possível”, pontuou Fox. “Se houver outra consulta, que não acho que haverá, pessoas como eu vão imediatamente exigir que seja o melhor de três. Onde isso acaba?”, questionou. Fonte: Associated Press.