A filha do presidente de Cuba, Raúl Castro, está em San Francisco para se encontrar com ativistas que defendem os direitos dos homossexuais e para fazer uma palestra em uma conferência na cidade norte-americana. Mariela Castro, de 50 anos, defende os direitos dos gays em Cuba. Ele pressionou o governo do seu pai para que legalize as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo e fez campanha para que o Estado cubano pague cirurgias para mudança de sexo.

Mariela deverá fazer um discurso sobre a saúde dos transsexuais no Hospital Geral de San Francisco nesta quarta-feira. Mais tarde, o centro LGBT da cidade receberá Mariela para uma discussão sobre os direitos dos gays em Cuba. Na quinta-feira, ela liderará as discussões em um painel sobre políticas sexuais no encontro anual da Associação de Estudos Latinoamericanos.

As informações são da Associated Press.