Um líbio detonou hoje uma bomba enquanto tentava entrar em um quartel militar em Milão. O autor do ataque ficou gravemente ferido e um guarda teve ferimentos leves, segundo autoridades italianas. O homem gritou algumas palavras em árabe, segundo o coronel Giuseppe Affini, porta-voz militar na região da Lombardia, que inclui Milão. Alguns relatos dão conta de que o agressor teria gritado “Fora do Afeganistão!”, mas não foram confirmados. A Itália mantém 2.800 militares no país, e alguns deles tem sua base no quartel atacado, segundo Affini.

O homem, atuando sozinho, tentou seguir a pé para dentro do local. Um guarda o interceptou e ele explodiu a maleta que levava. A bomba não era muito poderosa e causou pequenos danos no edifício, segundo a polícia. “Parece um ato isolado”, disse o parlamentar Francesco Rutelli, encarregado de uma comissão do Legislativo que supervisiona os serviços secretos, segundo a Ansa.