enkontra.com
Fechar busca

Mundo

mundo

Incêndio em prédio residencial em Paris mata ao menos 10 e fere cerca de 30

  • Por Estadão Conteúdo

Ao menos dez pessoas morreram e cerca de 30 ficaram feridas na madrugada desta terça-feira, 5, em um incêndio em um prédio localizada na cidade de Paris. Segundo as autoridades, o incêndio na capital francesa pode ter sido intencional. Uma moradora do prédio, suspeita de ter iniciado as chamas, foi detida.

Segundo a imprensa francesa, o incêndio em um dos últimos andares do edifício de oito andares foi um dos mais letais na capital francesa nos últimos anos. O prédio está situado no 16º distrito de Paris, uma área nobre da cidade.

O capitão Valerian Fuet, porta voz do Corpo de Bombeiros, disse que mais de 30 pessoas ficaram feridas na ocorrência. Entre eles, segundo Fuet, oito são oficiais da corporação.

Briga entre vizinhos

O incêndio começou por volta de 1 hora da manhã desta terça (22 horas de segunda-feira, em Brasília) e foi controlado por quase 200 bombeiros após mais de cinco horas de trabalho. O edifício foi construído nos anos 1970.

“A princípio, pensamos que era uma briga. Ouvimos uma mulher gritar muito alto”, disse um vizinho do local. “Estava gritando, gritando e saímos. O edifício já estava em chamas”, completou, antes de afirmar que os bombeiros só conseguiram iniciar o resgate com o uso da escada magirus.

As declarações do morador reforçam o rumor de que o incêndio começou após uma briga entre vizinhos.

Segundo agências internacionais, outros moradores relataram que a briga teve início depois de mulher detida ouvir música em um volume elevado em plena madrugada, sem se preocupar com os demais vizinhos.

Conforme o procurador de Paris, Rémy Heitz, foi detida uma mulher de 40 anos, “que já teve problemas psicológicos”. Segundo ele, uma investigação foi aberta por “destruição voluntária por meio de incêndio, com consequências fatais”.

Autoridades

O presidente Emmanuel Mácron escreveu no Twitter que “a França acorda comovida”. “Nossos pensamentos estão com as vítimas”, completou.

“Paris está de luto esta manhã. O balanço é terrível”, afirmou no Twitter a prefeita da cidade, Anne Hidalgo.

A prefeita e o ministro do Interior, Christophe Castaner, devem visita a região, que fica próxima do Parque dos Príncipes – estádio do Paris Saint Germain -, do bosque de Boulogne e do clube de tênis Roland Garros.

O capitão Clement Cognon disse que os bombeiros ainda precisam revisar os últimos andares do prédio. “Tivemos que fazer diversos resgates, em particular de mais de 10 pessoas que estavam no telhado. No total, retiramos quase 50 pessoas”, disse Cognon.

Dois edifícios próximos foram esvaziados por precaução e funcionários municipais estão organizando um alojamento provisório. Várias ruas do bairros foram fechadas por viaturas das polícia e caminhões dos bombeiros.

Terceiro caso em 3 meses

Este é o terceiro incêndio do tipo em Paris nos últimos três meses.

No fim de dezembro, duas mulheres e duas crianças morreram asfixiadas em um incêndio em uma torre de Bobigny, subúrbio da capital francesa. No dia 12 de janeiro, uma explosão de gás provocou um incêndio no distrito 9º de Paris, deixou quatro mortos.

A tragédia desta semana faz lembrar outra, de 2005, quando um incêndio em um prédio da capital deixou 17 mortos, incluindo 14 crianças. COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas