O governo da Bulgária sobreviveu nesta quarta-feira a uma moção de censura apresentada pela oposição. O voto de desconfiança foi rejeitado com 116 votos contra, 93 a favor e oito abstenções.

A oposição responsabiliza o governo pelo aumento do fluxo de refugiados – a maioria vinda da Síria – e pela elevação dos índices de criminalidade no país.

Esta foi a terceira moção de censura derrotada pelo governo do primeiro-ministro Plamen Oresharski desde maio, quando sua coalizão de esquerda tomou posse na Bulgária. Fonte: Associated Press.