Soldados israelenses mataram a tiros um palestino no meio de um tumulto durante a prisão de um homem nesta terça-feira na Cisjordânia, informaram as Forças Armadas de Israel.

Segundo os militares, palestinos do campo de refugiados de Qalandiya, ao norte de Jerusalém, lançaram explosivos e abriram fogo contra os soldados durante a operação. Eles responderam com tiros, matando um homem e ferindo outro. Autoridades médicas palestinas identificaram o homem como Mahmoud Abdalla, de 20 anos.

As tensões entre israelenses e palestinos estão mais altas nos últimos meses, principalmente por causa das disputas sobre um local sagrado em Jerusalém, embora a Cisjordânia tenha se mantido mais calma.

Autoridades de segurança de Israel atribuem a relativa calma às tentativas do presidente palestino Mahmoud Abbas de controlar a violência enquanto pressiona a votação de uma resolução na Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a ocupação israelense.

Alguns funcionários do governo palestino disseram que Abbas vai pressionar a votação de um rascunho de uma resolução nesta semana. O documento estabelece novembro de 2016 como o prazo final para o encerramento da ocupação israelense na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental. Fonte: Associated Press.