A guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) declarou em um comunicado que libertará na quarta-feira um jornalista francês, Romeo Langlois, que foi capturado há um mês em um confronto com soldados colombianos. “A libertação do jornalista francês Romeo Langlois acontecerá na quarta-feira, dia 30 de maio”, disse um comunicado da 15ª frente das Farc. O comunicado é datado do sábado e foi postado no website www.resistencia-colombia.org, que distribui informações relacionadas ao grupo.

Langlois, de 35 anos, gravava, em 28 de abril, imagens para um documentário, acompanhando soldados colombianos, quando o grupo foi emboscado pelas Farc. Após horas de combate, o repórter francês foi capturado.

O comunicado das Farc afirma que o grupo dará a localização exata para a libertação do jornalista ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha, para a ex-senadora colombiana Piedad Córdoba e para um diplomata do governo francês em Bogotá.

O escritório da Cruz Vermelha não pôde comentar neste domingo a informação das Farc. O ataque no qual o repórter francês que trabalha para o canal France 24 foi capturado resultou na morte de quatro soldados colombianos e três insurgentes das Farc.

Tanto soldados quanto guerrilheiros deixaram vários feridos. Langlois levou um tiro no braço e ficou levemente ferido. O sequestro de Langlois ocorreu dois meses após as Farc anunciarem que abandonavam a prática dos sequestros por resgate. As informações são da Dow Jones.