Equipes de resgate colombianas recuperaram hoje os últimos corpos de uma mina de carvão onde uma explosão matou 73 pessoas. Não houve sobreviventes do acidente ocorrido no dia 16 de junho na mina San Fernando, no município de Amagá, em Antioquia, cerca de 240 quilômetros a noroeste de Bogotá (Colômbia).

“Alguns corpos foram difíceis de identificar por causa das queimaduras”, disse Carlos Iván Márquez, chefe de socorro nacional da Cruz Vermelha da Colômbia. O acidente é o segundo pior ocorrido em minas do país. Em 1977, 85 pessoas morreram na explosão de uma outra mina, também em Amagá, por causa do acúmulo de gás metano.

 

O ministro de Minas e Energia colombiano, Hernán Martínez, deu a entender que as condições de segurança na mina – que produz cerca de 155 mil toneladas de carvão por ano – eram insuficientes. O local não tinha exaustores e medidores fixos de gás.