A empresa Alfa Chilena S.A., que exporta vinho em pó há cinco anos para Japão e Coréia do Sul, pretende agora vender o produto a países como Estados Unidos, França, Suécia e Bélgica.

A empresa, que já possui duas fábricas em funcionamento, está investindo em uma terceira, com 20 mil metros quadrados, para quadruplicar o volume de sua produção.

Segundo alguns diretores, a grande quantidade de antioxidantes e flavonóides é um dos principais atrativos do vinho em pó, que não serve para beber.

Os japoneses, por exemplo, vendem o pó em cápsulas, enquanto uma empresa coreana de cosméticos o coloca em cremes, pois diz que faz muito bem para prevenir rugas.

Cada quilo de pó equivale a cinco litros de vinho líquido. Um contêiner do produto corresponde de 20 a 30 mil litros de vinho.