O chefe de segurança aérea da Grécia, Athanassios Binos, disse que os destroços encontrados até agora no Mar Mediterrâneo não pertencem a uma aeronave.

“Meu correspondente egípcio também confirmou que ainda não está provado que o material encontrado é do avião da EgyptAir”, disse Binos em entrevista a uma TV estatal.

Na madrugada dessa quinta-feira, um Airbus da EgyptAir que transportava 66 pessoas perdeu contato com os controladores de tráfego aéreo quando entrou no espaço aéreo egípcio. O avião viajava de Paris ao Cairo. Fonte: Associated Press.