O Parlamento de Israel engavetou hoje um polêmico projeto de lei por meio do qual seria criada uma comissão de inquérito para investigar o financiamento externo de grupos pacifistas. A decisão ocorre apenas alguns dias depois de o Parlamento israelense ter aprovado uma outra lei polêmica contra israelenses engajados em boicotes a colonos judeus estabelecidos na Cisjordânia ocupada.

Deputados liberais denunciaram os dois projetos de lei como parte de iniciativas antidemocráticas e contrárias à liberdade de expressão. Leis como a rejeitada hoje pelo Parlamento israelense são um indicador da crescente polarização da sociedade israelenses.

Os deputados favoráveis ao projeto de lei rejeitado hoje acusam grupos estrangeiros de financiarem ativistas locais que estariam tentando “deslegitimar” Israel. O projeto de lei foi engavetado por 57 votos a 28. As informações são da Associated Press.