A Secretaria da Saúde conseguiu reduzir a mortalidade neonatal em 77% e a neonatal precoce em 63%, na região de Campo Mourão, com investimentos nas áreas de Atenção Básica à Saúde, Programa Saúde da Família (PSF) e o Programa de Captação e Acompanhamento da Gestação de Alto Risco, que age diretamente nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal. Esse último programa está em operação na Santa Casa de Campo Mourão. No total, 25 municípios são atendidos pela 11.a Regional de Saúde, abrangendo uma população de mais de 350 mil pessoas.

?Uma das principais metas do Governo é reduzir a mortalidade materna e infantil e estamos investindo para isso?, disse o secretário de Saúde, Cláudio Xavier. Parte dos investimentos são direcionados à Santa Casa. Para que o hospital continue com o trabalho de salvar recém-nascidos, a Secretaria de Saúde repassa mensalmente R$ 60 mil. ?Trabalhamos para que possamos ter várias opções de atendimento à população e principalmente à gestante?, enfatizou Xavier.

As ações em Atenção Básica têm se mostrado uma das melhores medidas para combater a mortalidade infantil. As vacinas de rotinas e as campanhas de vacinação melhoram a qualidade de vida e ajudam o fortalecimento da criança. De acordo com os dados da Secretaria de Saúde, em 2005, 100% das crianças dos 25 municípios da Regional de Saúde foram vacinadas com as vacinas BCG e Tetra e vacinas contra a Hepatite B e a Poliomielite. No município de Campo Mourão, todas as crianças do município e algumas vindas de outras localidades foram vacinadas. No total, mais de cinco mil crianças foram imunizadas contra doenças.