A acentuada alta no preço do petróleo no mercado internacional, além da expectativa em relação à decisão do Comitê de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) provoca um movimento de cautela nos investidores. Nesta segunda-feira (07) o petróleo subiu mais de 3% e ultrapassou os US$ 77,00, repercutindo problemas com poços no Alasca e também as incertezas geopolíticas.

Para o Fomc, a maioria dos analistas aposta na interrupção da alta dos juros americanos, mas há dúvidas quanto à sinalização que será divulgada pelo comunicado da reunião.

Na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o dia de oscilação, ora para baixo ora para cima. Às 15h15, o principal índice da bolsa paulista (Ibovespa) recuava 0,30%, aos 37.734 pontos.

No câmbio, o dólar negociado no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) apresenta perda de 0,14%, a R$ 2 180. Já o dólar comercial valia R$ 2,182, em baixa de 0,09%.