O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) disse hoje que novas alterações na Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) serão negociadas durante a convocação extraordinária do Congresso, que começa no dia 20 de janeiro.

A MP (medida provisória) que altera alíquota da Cofins de 3% para 7,6% e acaba com sua cumulatividade foi aprovada hoje pelo Senado. Na semana passada, na Câmara, o projeto já havia sido aprovado, mas estabelecendo alíquotas menores parra setores como construção, saúde, de softwares e transporte público, entre outros.

Mercadante prometeu que em janeiro o governo deve regulamentar, provavelmente com uma nova MP, mais exceções para o setor de serviços, que muitas vezes têm apenas uma fase de produção e será prejudicado pelo aumento da alíquota sem ser compensado pelo fim da cobrança em cascata. (FolhaNews)