Novas diretrizes curriculares para os cursos superiores de Cinema serão entregues até o dia 15 de janeiro ao ministério da Educação. A principal preocupação é desvincular os cursos de Cinema do curso de Comunicação Social. "Pela Lei de Diretrizes Básicas, o ensino de cinema está vinculado à Comunicação. É preciso ter diretrizes que trabalhem com a questão de forma mais específica porque o cinema vai além da Comunicação, envolvendo arte também", explica a professora da Universidade de São Paulo (USP) e presidente do Fórum Brasileiro de Escolas de Cinema e Audiovisual (Forcine), Maria Dora Mourão.

Responsável pela elaboração das novas diretrizes, o Forcine está preocupado com a implementação desta mudança. "Para atender às novas diretrizes é necessário uma boa infra-estrutura, principalmente na nossa área que depende diretamente de tecnologia e de equipamentos", diz Dora Mourão.

Na última segunda-feira, foi lançado pelo ministério da Cultura edital para a produção de cinco curtas por estudantes de Cinema. "A produção é fundamental para chegar a uma formação de qualidade. A maioria das universidades públicas passa por problemas sérios de orçamento", lembra a professora.