A Fifa pode liberar Romário para jogar pelo Vasco. A entidade que regula o futebol no mundo emitiu um ofício à CBF com relação ao caso, e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não viu qualquer objeção ao fato do atacante ser inscrito pelo clube para jogar o Campeonato Carioca.

"Respondemos que não há objeção alguma. Se a Fifa fez essa consulta, deve estar inclinada a dar a liberação", disse o advogado da CBF, Valed Perry. Segundo o jurista, caso a Fifa libere mesmo Romário, um precedente será aberto, e outros casos, como o de Jorge Wagner, pretendido pelo Grêmio, e o do argentino Javier Mascherano, que interessa ao Liverpool.

Já o advogado especialista em casos internacionais Marcos Motta, acionado por Romário para cuidar da situação, acredita que o fato de o calendário europeu não ser igual ao brasileiro facilitaria a liberação da Fifa. Motta lembrou que a entidade ainda não decidiu que Romário não poderá jogar pelo Vasco no primeiro semestre.

"O calendário brasileiro começa em janeiro e o Romário não seria contratado no meio de uma competição, o que poderia causar danos aos adversários. A Fifa apenas emitiu uma carta em que dizia que Romário poderia infringir seu regulamento. Eu pedi uma resposta definitiva", explicou Motta. A decisão da Fifa deverá ser anunciada na segunda ou terça-feira.