Os Estados Unidos confirmaram o favoritismo e ganharam três das quatro medalhas de ouro disputadas nesta sexta-feira, no primeiro dia do Campeonato Mundial Indoor de Atletismo – em pista coberta -, realizado em Moscou, na Rússia. O único ouro que não foi parar nas mãos dos EUA acabou com a ucraniana Lyudmila Blonska, que venceu a prova de pentatlo, com 4.685 pontos.

Na prova dos 60 metros, o norte-americano Leonard Scott ganhou o ouro no masculino, marcando o tempo de 6s50. Já na prova feminina, Me’Lisa Barber, também dos Estados Unidos, foi a primeira colocada, com 7s01. Sua compatriota, Lauryn Williams, ficou com a prata.

A outra medalha de ouro norte-americana desta sexta-feira veio no arremesso de peso. Hoffa Reese não deu chance para seus adversários e conseguiu alcançar a marca de 22,11 metros, a quarta melhor da história do Mundial.

Brasileiros – O melhor performance do Brasil nesta sexta-feira foi Vicente Lenílson, que bateu o recorde sul-americano dos 60 metros ao marcar 6s60. Ele chegou até a final da prova, mas terminou em 7º lugar. Pelos 60 metros feminino, Lucimar Aparecida de Moura chegou às semifinais e terminou na 22ª posição.

Já Keila da Silva Costa também conseguiu quebrar um recorde sul-americano. Foi no salto triplo, com 14,11 metros. Apesar do marca, ela não foi para a final da categoria. Na prova de salto em distância, Erivaldo Vieira cravou 7,88 metros e conseguiu uma das oito vagas para a final da modalidade, que acontecerá neste sábado. O outro brasileiro que disputou a prova, Rogério Bispo, saltou a 7,19 metros e não ficou entre os oito melhores.

Por fim, Osmar Barbosa dos Santos não conseguiu se classificar para as semifinais dos 800 metros. O tempo registrado pelo brasileiro foi de 1m48s30.