As vendas no varejo do Reino Unido caíram mais do que o esperado em janeiro, afetadas pelas pesadas nevascas, segundo o Escritório para Estatísticas nacionais (ONS, na sigla em inglês). Na comparação com dezembro, as vendas no varejo diminuíram 0,6% – o maior declínio mensal desde abril de 2012. Em relação a janeiro do ano passado, as vendas também recuaram 0,6%.

Economistas consultados pela Dow Jones previam alta mensal de 0,6% e anual de 1,0%. Os números podem enfraquecer as expectativas de que a economia britânica voltará a crescer no primeiro trimestre deste ano, depois de ter encolhido 0,3% entre outubro e dezembro passados.

O ONS afirmou que a queda foi provocada principalmente pela menor venda de alimentos, já que o clima ruim levou muitas pequenas lojas a fecharem. O volume médio semanal de alimentos vendidos em janeiro no país caiu para o nível mais baixo desde abril de 2004. Por outro lado, as nevascas resultaram em aumento de 27,1% nas vendas online de alimentos, na comparação anual.

As vendas de combustíveis também apresentaram forte baixa, de 2,0% ante dezembro e de 8,0% ante janeiro do ano passado. As informações são da Dow Jones.