As exportações do agronegócio paulista alcançaram US$ 16,67 bilhões de janeiro a novembro deste ano, o que corresponde a uma queda de 13,8% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 19,33 bilhões).

Já as importações do setor no período caíram menos (1,2%), saindo de US$ 5,65 bilhões para US$ 5,58 bilhões. Com isso, o saldo comercial nos 11 primeiros meses do ano foi superavitário em US$ 11,09 bilhões, diminuição de 18,9% ante o mesmo intervalo de 2013 (US$ 13,68 bilhões).

A análise é do pesquisador José Roberto Vicente, do Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

O pesquisador destaca que as importações paulistas nos demais setores, excluindo o agronegócio, somaram US$ 72,57 bilhões para exportações de US$ 30,27 bilhões, gerando um déficit externo agregado de US$ 42,30 bilhões. “Conclui-se que o déficit do comércio exterior paulista só não foi maior por causa do desempenho do agronegócio estadual, cujo saldo manteve-se positivo, embora decrescente”, disse Vicente.

Em relação ao agronegócio brasileiro, as exportações setoriais de São Paulo no período de janeiro a novembro de 2014 representaram 18,5%, ou seja, 2,2 pontos porcentuais a menos do que nos 11 primeiros meses de 2013. As importações, por sua vez, representaram 36,4%, porcentual superior ao verificado no ano passado (+0,4 ponto porcentual).