Os produtores de cachaça de alambique do Paraná querem expandir seus mercados. Eles criaram nessa semana, a Associação Paranaense dos Produtores de Cachaça Artesanal de Alambique, com sede em Morretes, mais conhecido pólo produtor da cachaça artesanal no Estado.

A entidade surge com um grupo de 50 produtores da região e do interior como participante, mas um dos objetivos é ampliar esse quadro e profissionalizar o processo criativo e de mercado. “Queremos dar maior qualificação e capacitação aos produtores”, pensa Rui Scucato, diretor da associação.