A TIM Participações S.A., holding da TIM Celular S.A. e da TIM Nordeste S.A., anunciou ontem os resultados referentes ao terceiro trimestre deste ano. A companhia alcançou a marca de 24,1 milhões de clientes e foi a líder em adições líquidas: dos novos clientes que chegaram ao mercado nos meses de julho, agosto e setembro, 42,5% ou 1,7 milhão são da TIM. A participação de mercado subiu para 25,1% em setembro, contra 24,3% registrada em junho.

A base de assinantes de planos pós-pagos cresceu 35,4% nos últimos 12 meses, uma expansão superior à média nacional, aumentando a participação destes clientes na base total para 20,5%, contra 19,9% no terceiro trimestre de 2005. A TIM é líder no segmento corporativo, o principal responsável pelo crescimento da base de clientes de planos pós-pagos, com cerca de 30% de participação neste mercado.

A receita bruta de serviços no terceiro trimestre de 2006 foi de R$ 3,2 bilhões, 38% superior à registrada no mesmo período em 2005, resultando um crescimento anual acima de 20% excluindo-se os efeitos da eliminação do sistema Bill & Keep. Este crescimento é atribuído principalmente à expansão das receitas de voz beneficiada pelo incremento da base de clientes e pelo aumento da utilização de Serviços de Valor Agregado (VAS).

O lucro líquido no trimestre foi de R$ 20,3 milhões, uma reversão de R$ 322,3 milhões em relação ao prejuízo de R$ 308,4 milhões no mesmo período do ano anterior. Este resultado foi possível graças à melhoria do resultado operacional da companhia, aliando ao impacto positivo resultante do diferimento dos subsídios de aparelhos.