O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, abandonou o tom diplomático e classificou como “lobby” as notícias de que a Argentina vai barrar a compra de alguns produtos agrícolas do Brasil. “Pode ser lobby de alguns produtores argentinos”, afirmou, no Itamaraty.

Rossi reafirmou que o governo brasileiro não foi comunicado da decisão da Argentina. Se a restrição for confirmada, Rossi disse que vai discutir o assunto com os ministros da Agricultura do Cone Sul em reunião no começo do próximo mês, em Mar del Plata.