A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) desacelerou para 1,63% na primeira quadrissemana de fevereiro, informou nesta segunda-feira, 9, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado ficou 0,10 ponto porcentual abaixo do registrado na quarta leitura de janeiro, quando o indicador apresentou alta de 1,73%.

Das oito classes de despesas analisadas, cinco apresentaram decréscimo em suas taxas de variação de preços, na mesma base de comparação. São elas: Habitação (de 2,01% para 1,69%), Alimentação (de 1,64% para 1,44%), Educação, Leitura e Recreação (de 4,15% para 3,51%), Comunicação (de 0,52% para 0,43%) e Despesas Diversas (de 1,96% para 1,92%). Em contrapartida, apresentaram acréscimo em suas taxas de variação de preços, os grupos Transportes (de 2,39% para 2,82%) e Vestuário (de -0,44% para -0,31%). O grupo Saúde e Cuidados Pessoais repetiu a taxa de variação registrada na última apuração, de 0,30%.