Foto: Arquivo

Passagem aérea: puxando o índice.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Curitiba foi de 0,81% no mês de dezembro em relação a novembro, segundo cálculo do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). O acumulado do ano de 2007 ficou em 4,86%.

Segundo a pesquisa, entre os grupos que mais influenciaram o índice está o de transporte e comunicação que apresentou alta de 1,21%, sendo o de maior influência no IPC de dezembro com 0,30 pontos percentuais de contribuição no resultado final. Outros itens que mais contribuíram foram: automóvel de passeio e utilitário usado (2,01%), álcool combustível (5,78%), automóvel de passeio nacional zero km (1,28%), passagem de avião (10,49%) e conserto de veículos (-2,07%).

O grupo de alimentos e bebidas apresentou alta de 1,08%. Os itens que mais contribuíram para esse resultado foram: com alta de preços, refeição almoço e jantar (3,34%), frango inteiro resfriado (10,11%), alcatra bovina (9,94%), banana caturra (21,59%) e feijão preto (13,37%) e, com queda, batata inglesa (24,20%) e leite pasteurizado (1,97%).

O grupo habitação apresentou um aumento de 0,76%, destacando-se o item aluguel de moradia, com alta de 2,04% (item de maior influência entre todos os pesquisados pelo IPC em dezembro). Vale destacar a queda de 0,89% em gastos com condomínio.

 O único grupo com variação negativa foi o de saúde e cuidados pessoais com variação de -0,86%, que decorreu, principalmente, da queda nos preços de medicamentos, que variaram -2,62% na média, destacando-se: analgésico e antitérmico (-6,92%), antiinfeccioso e antibiótico (-3,26%) e antigripal e antitussígeno (-4,25%).

Os artigos de residência tiveram variação de 0,51%. O grupo teve como principais influências os seguintes itens: móveis para sala mesa/cadeiras, que caíram 7,01% e aparelhos de televisão, que tiveram queda de 1,62% nos seus preços. Com alta, destacam-se: roupa de cama (8,56%) e móveis para sala estofados/mesinhas (5,63%).