O vice-presidente da área de negócios internacionais da Hydro-Quebec, estatal canadense de energia elétrica Giller Baril, esteve ontem com o governador Roberto Requião, no Palácio Iguaçu. Baril veio ao Paraná para conhecer a Copel e estabelecer um primeiro contato, já que em agosto um grupo de técnicos virá ao Estado assinar os contratos das parcerias que serão feitas. Já estão definidas ações de colaboração para instalação de linhas de transmissão de energia, intercâmbio com o Lactec e estudos conjuntos com a Secretaria de Meio Ambiente.

Na América do Sul, a estatal já está presente no Chile, onde possui 8 mil km de linhas de transmissão, e também no Peru. Requião disse para Baril que o seu governo aposta na abertura para novos negócios, razão pela qual a missão paranaenses esteve no Canadá no início de maio. “As parcerias trazem a multiplicidade, que é indispensável para o desenvolvimento econômico. Além do Canadá, temos interesse em ampliar os laços com o Mercosul e estabelecer relacionamentos com a Índia e a China”, afirmou Requião.

Após a reunião com o governador, o presidente da Copel, Paulo Pimentel, e técnicos da companhia, se reuniram mais uma vez com Baril para finalizar o protocolo que será levado para Quebec.

Parcerias

Em uma primeira etapa, a intenção é construir, em parceria com a Copel, linhas de transmissão de energia no Estado. Mas há também planos para a geração de energia, com a construção de hidrelétricas no Paraná. “A Hydro e a Copel têm a mesma cultura porque ambas são estatais e se preocupam principalmente com a prestação de serviços”, disse Baril.

Um contrato para intercâmbio de pesquisas em várias áreas já foi assinado por Baril e Nelson de Marco Rodrigues, diretor do Lactec.

Já com a Secretaria de Meio Ambiente, a Hydro-Quebec pretende utilizar a grande experiência que tem na área ambiental para realizar estudos sobre o impacto que a geração de energia pode causar no meio ambiente.