O governo poderá reduzir a porcentagem da mistura de álcool na gasolina para garantir o abastecimento de etanol no mercado, disse nesta sexta-feira (15), o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Se for adotada, a medida entrará em vigor a partir de 1º de outubro, antecipou Lobão.

“Isso pode ser feito se chegarmos à conclusão de que há necessidade para garantir o abastecimento”, assinalou o ministro. De acordo com ele, a oferta do produto cresceu, mas o consumo também está aumentando e a safra pode ter uma pequena quebra.

O governo, informou Lobão, estuda outras medidas para dar segurança ao mercado de consumo de etanol neste ano e em 2012. “Estamos incentivando os produtores e distribuidores a manter estoques por 15 a 30 dias. Ajudaremos financeiramente na preservação dos estoques.” Ainda segundo o ministro, o governo vai financiar a renovação dos canaviais.