O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) decidiu iniciar investigação sobre a prática de desvios de comércio para burlar medidas antidumping impostas pelo Brasil nas importações de cobertores chineses de fibras sintéticas.

De acordo com circular publicada hoje no Diário Oficial da União, o Departamento de Defesa Comercial do MDIC constatou que existem elementos suficientes que indiquem práticas elisivas nesse comércio e, portanto, investigará a entrada de produtos semelhantes originários do Uruguai e do Paraguai, bem como as importações de felpas longas da China.

Chamada de elisão, a artimanha para burlar as medidas antidumping consiste na triangulação das mercadorias punidas com sobretaxação por prática desleal de comércio, via outros países, ou por meio da sua venda em partes separadas, para montagem ou confecção posterior.