A JBS-Friboi, maior frigorífico de bovinos do mundo, decidiu trazer para o Brasil o modelo de negócios usado pela Swift – companhia que adquiriu em maio por US$ 1,4 bilhão. A empresa assinou um protocolo de intenções com a Prefeitura de Sorriso (MT) para uma parceria entre produtores de grãos e criadores de bovinos e suínos. O investimento no projeto poderá chegar a US$ 300 milhões.

Caso os estudos indiquem a viabilidade econômica do empreendimento, o complexo significará uma importante mudança na estrutura de processamento de proteína animal no País. Serão duas unidades frigoríficas, com capacidade para abater 6 mil cabeças de bovinos e 12 mil de suínos por dia.

"O projeto exigirá uma estrutura para confinamento de bois e uma ampla parceria com produtores de grãos e criadores integrados de suínos. Não significa que o Friboi comprará áreas ou terá estruturas de confinamento, mas significa que teremos um modelo diferente de parcerias asseguradas em contrato", explica José Paulo Marcelo, diretor de relações com investidores da JBS. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.