Curitiba é a campeã nacional em consumo de chocolate, revela estudo divulgado nesta segunda-feira (18) pelo Ibope Mídia. Segundo a pesquisa, 73% dos curitibanos consumiram o alimento nos sete dias anteriores ao levantamento, superando a média nacional de 66%. Na sequência, aparecem os paulistas da capital e do interior (71%) e os recifenses (70%). Rio de Janeiro é a capital onde os consumidores menos se interessam pelo produto (63%), apesar de o índice ainda ser alto.

A pesquisa, que ouviu 18.884 pessoas entre agosto de 2009 e julho de 2010, mostra que 61% dos homens e 71% das mulheres comeram chocolate nos últimos sete dias. Segundo o Ibope Mídia, o consumo decresce conforme avança a faixa etária. Quem mais come a guloseima são as pessoas de 12 a 19 anos: 77% dos entrevistados. E quem menos consome é a população entre 55 e 64 anos: apenas 53%.

De acordo com o levantamento, o consumo de chocolate é maior nas classes A e B (69%), mas a classe C está bem próxima (66%). Já nas classes D e E, o índice cai para 57%.

Entre os entrevistados que comeram chocolate nos últimos sete dias, 82% optaram por tablete puro. Depois, na lista de preferência, aparecem os bombons (72%) e as barras recheadas (55%).

Dados do Ibope Mídia apontam ainda que nos meses de março e abril de 2010, que antecederam a Páscoa, os fabricantes investiram R$ 51 milhões em publicidade, 105% acima que no mesmo período de 2009 (R$ 25 milhões).

O estudo foi feito nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza e Brasília, além do interior de São Paulo e das regiões Sul e Sudeste.